BR-153

Aplicativo Coronavírus SUS agora envia mensagens de alertas aos usuários

Nova versão do aplicativo aumenta oferta de serviços no combate ao novo coronavírus. App está disponível nas plataformas digitais. Já o Disque Saúde 136 registrou entre 15 e 25 de março mais de 250 mil ligações sobre COVID-19.

O aplicativo Coronavírus SUS (https://www.gov.br/pt-br/apps/coronavirus-sus) foi atualizado e agora pode interagir com o usuário por meio dos dispositivos móveis. A recente atualização permite que o Ministério da Saúde possa enviar mensagens e alertas aos celulares e tablets, mesmo com app fechado ou não sendo utilizado naquele momento. A ferramenta permite que a Secretaria de Vigilância em Saúde, responsável pela vigilância epidemiológica da pandemia do coronavírus no Brasil, disponibilize comunicados para usuários em geral ou segmentos públicos específicos. O app está disponibilizado nas lojas virtuais do Governo do Brasil nas principais plataformas digitais.

A avaliação de possível infecção também foi atualizada. Foram incluídos novos dados que qualificam o usuário dentro dos grupos de risco, conforme idade, sexo e comorbidades (associação de duas ou mais doenças). As recomendações para o usuário, de acordo com o resultado do que foi respondido, estão classificadas em: caso provável, não provável, grave e indicação de isolamento. Vale ressaltar que o teste é apenas um indicativo, precisando ser referendado por uma autoridade médica.

Os detalhes sobre as unidades básicas de saúde mais próximas também foram atualizados e agora informam, por exemplo, os horários de atendimento ao público e se, no momento da consulta, estão abertas ou fechadas.

O conteúdo do aplicativo está disponível, além de língua portuguesa, em espanhol e inglês, ampliando o acesso à informação a estrangeiros. Ainda, a plataforma ganhou recursos de acessibilidade, garantindo informações às pessoas com deficiência.

Desenvolvido pelo Departamento de Informática do SUS (DATASUS), o aplicativo Coronavírus SUS está disponível de forma gratuita desde de 28 de fevereiro e já foi baixado por mais de 3,5 milhões de usuários. O app reforça as ações do Governo Federal no combate à proliferação do novo coronavírus no país.

DISQUE SAÚDE 136

Para saber mais ou tirar dúvidas sobre a COVID-19, a população também pode contar com o serviço de informações do Disque Saúde 136, sob a responsabilidade da Ouvidoria-Geral do SUS. Nesse canal é concentrado um grande volume de informações, onde a população tem acesso por meio de atendimento humano e eletrônico. É mais canal gratuito para ajudar com informações sobre o coronavírus e seu enfrentamento. De acordo com o primeiro balanço do canal, no período de 27 de janeiro e 25 de março de 2020, foram recebidas 903.157 ligações, uma média de 15.307 atendimentos por dia. O período de aumento de atendimentos foi nos dias 27 e 28 de fevereiro, após a confirmação do primeiro caso de COVID-19 no Brasil.

Já em a partir do dia 15 de março, o Disque Saúde teve uma procura exponencial decorrente das notícias de aumento do número de casos confirmados no Brasil. Até o dia 25 de março foram recebidas 251.961 ligações a respeito do COVID-19. No atendimento humano foram consideradas as manifestações cadastradas e as informações disseminadas sobre o COVID-19. Entre 21 de janeiro e 25 março de 2020 as Ouvidorias do SUS realizaram 29.339 atendimentos.

Criado desde 2011 para substituir um antigo 0800, o telefone de contato 136 é gratuito de qualquer lugar do Brasil, independente de ser chamada de telefone fixo ou celular. De fácil memorização, o Disque Saúde, como é conhecido, é um serviço de utilidade pública para os cidadãos brasileiros. O serviço conta ainda com atendimento por internet, presencial, carta e, agora, por chat.

A Ouvidoria do SUS funciona como um canal direto entre usuários do Sistema Único de Saúde e a gestão do Sistema e sem a participação popular é impossível que estes canais de utilidade pública possam cumprir o objetivo de melhorar os serviços de saúde para a população brasileira.

Por Silvia Pacheco, da Agência Saúde

Ministério da Saúde

Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580 / 3435 / 2207

Governo Federal e estados preparam logística para distribuir 10 milhões de kits de teste rápido

Ministro da Infraestrutura vai iniciar o planejamento junto a secretarias estaduais de Transporte

WhatsApp Image 2020 03 24 at 09.14.12

O Governo Federal começou a discutir o planejamento logístico para distribuir 10 milhões de kits de teste rápido para o Corona Vírus junto a estados. O assunto foi tema da 2ª reunião do Conselho Nacional dos Secretários de Transporte, coordenada pelo ministro Tarcísio Gomes de Freitas (Ministério da Infraestrutura), nesta segunda-feira (23). A reunião por videoconferência contou com a participação de 26 representantes de estados e do Distrito Federal (Sergipe não participou), além da ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

O Governo estima receber cinco milhões de testes adquiridos pelo Ministério da Saúde e outros cinco milhões que serão doados pela Vale. O ministro Tarcísio reforçou a importância de contar com uma malha aérea funcionando para que a distribuição ocorra em todas as regiões.

“Por isso a importância de mantermos os aeroportos em funcionamento e linhas aéreas disponíveis para os estados, mesmo com a demanda reduzida. O Brasil já conta com um déficit na balança comercial do setor de saúde e boa parte da distribuição de remédios, vacinas, insumos e equipamentos hospitalares é feita nos porões da aviação comercial”, reforçou Tarcísio.

ANAC – Em reunião anterior nesta segunda, Ministério da Infraestrutura, Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e companhias áreas acertaram um planejamento para as próximas semanas. A ideia é garantir, mesmo com a redução drástica nos voos, que todos os estados continuem servidos por linhas aéreas.

Caminhoneiros – A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, pediu uma atenção especial dos estados para garantir a livre circulação de linhas privadas que transportam trabalhadores do agronegócio entre as regiões. Ela também reforçou a importância de manter os corredores de escoamento operando. “A gente tem uma preocupação com os caminhoneiros, que são fundamentais para o agronegócio. Nós não conseguimos rodar sem eles. Nossa preocupação é que eles tenham pontos para abastecer, para comer, postos que possam atender quem tiver problemas de saúde. O Ministério da Agricultura é parceiro, e estamos juntos nisso”.

Transporte Rodoviário de Passageiros – Para o alinhamento das ações no transporte rodoviário de passageiros, o ministro Tarcísio colocou à disposição dos secretários uma minuta de regulamentação do serviço e de possíveis restrições ao transporte interestadual, com ressalvas ao transporte semiurbano e prevendo períodos de adaptação. O assunto deve ser deliberado até a próxima reunião do conselho, nesta quinta (26/03).

Foto Ricardo Botelho / MInfra

Assessoria Especial de Comunicação

Ministério da Infraestrutura

Plano de controle de Emissões Atmosféricas

Hoje a Gestora Ambiental Laura irá falar um pouco de como é feito o monitoramento das emissões atmosféricas dos veículos e equipamentos utilizados na obra. O principal objetivo é manter os níveis de emissões atmosféricas dentro dos limites estabelecidos pela legislação vigente, compatíveis com bem estar e a saúde dos moradores do entorno e trabalhadores da obra

Plano de Redução de Ruídos

A geração de ruídos durante a execução da obra é um dos impactos que devem ser mitigados. Para isso, o vídeo abaixo explica como funciona o Plano de Redução de Ruídos , que tem como objetivo evitar o incômodo e preservar a saúde dos trabalhadores da obra e da comunidade local, através do monitoramento periódico dos ruídos para que estes permaneçam dentro dos limites estabelecidos por norma.

Coronavírus – Secretário de Educação dá informações importantes.

Corona Vírus – Cuidados em viagens